A Tratore por aí:

Canções dentro da noite escura

por Lobão
Palavras-chave Rock.


O melhor do Lobão é que definitivamente ele não é nostálgico. Mesmo fazendo um disco cheio de homenagens, de referências, citações e parceiros mortos. Mortos? Como assim?
Julio Barroso, Cazuza e Cássia Eller estão vivíssimos nesse trabalho e mais vivos do que muito nego por aí.
Lobão teve esse poder: colocou todo mundo junto num aqui e agora vigoroso, renovado, eterno.
São aquelas mágicas que só a boa música é capaz de proporcionar. O poder da arte, a música do Lobão não é nostálgica, não é nada baixo astral e o Lobão mais uma vez mostra que tem talento e energia suficientes para jogar



Faixas (13)

1.
Pra sempre essa noite

Autor:
Editora:


2.
Seda

Autor:
Editora:


3.
Depois das duas

Autor:
Editora:


4.
Boa noite cinderela

Autor:
Editora:


5.
O homem-bomba (basta! é o caralho!!)

Autor:
Editora:


6.
Vamos para o espaço

Autor:
Editora:


7.
Você e a noite escura

Autor:
Editora:


8.
A balada do inimigo

Autor:
Editora:


9.
Tranquilo

Autor:
Editora:


10.
Quente

Autor:
Editora:


11.
Aí galera maluca!

Autor:
Editora:


12.
Não quero o seu perdão

Autor:
Editora:


13.
A gente vai se amar

Autor:
Editora:



Produtos relacionados
(0/0)


   

Resenhas
Positivas (11)
Darkness

Não tem como ser mais sombrio! Capa, contracapa, encarte e selo do cd: tudo preto, como canções dentro da noite escura. E haja escuridão! Quase todas as composições são do próprio Lobão e aparece uma parceria, sabe com quem? Ele mesmo, o não menos sombrio (nem sempre) Cazuza. As temáticas são as de sempre, mas a veia criativa do autor funciona mais uma vez, reinventando tudo de novo. Música para quem não tem compromisso com nada, a não ser a vida doce. Entre e ouça!

por João Batista Rodrigues em 29/07/2005

comecei com a faixa dele com julio barroso, parece uma coisa morna, do tipo do falando o que todo mundo sabe, mas explote com a poesia e o sentimento que so o lobo sabe colocar em suas cancoes, "ver todas as incerteza desaparecer brilhando no seu olhar " e dizer isso entre gritos de felicidade, deseijo, tesao ou qq coisa do tipo, eh so o lobao mesmo. O cd inteiro eh marcado por sua forte presenca poetica na faixa traquilo, me faz sentir que tudo que carrego eh meu destino, voce e a noite escura, quente , a gentte vai se amar... todas mostram toda a beleza de veludo que o lobao tem para dar mas os canalhas subestimam.

por bruno elisei em 31/08/2005
canções dentro da noite escuro

O Lobão é um grande camaleão e um grande agitador da cena nacional. Ele fez um grande disco e com muita poesia sem precisar ser um grande poeta. É passional no seu som e merece estar entre os grande nomes da música nacional.

por Emanuel ESS em 01/09/2005
ELE É LOBO MESMO...

ELE NÃO TEM MEDO DE NINGUEM... ESSE CD COMO TODOS SÃO D +,NÃO É COMO CDS DO REI ROBERTO, SEMPRE AS MESMAS MÚSICAS...

por NEY em 03/09/2005
Canções dentro da noite escura

Canções dentro da noite escura de Lobão está otimo,como todos os otros trabalhos dele... mesmo o cd sendo homenagens é moderno e não nostálgico. Ele não tem medo de nada...

por BYANCA OTA. em 07/09/2005
Controvertido na noite escura

Que Lobão é um artista controvertido, isto não resta dúvidas! Independende se concordarmos ou não com suas idéias/opiniões somos obrigados a reconhecer que ele assume uma determinada postura, não ficando em cima do muro. Seja na época que a mídia dava enorme importância por seu envolvimento com drogas, seja vaiado pelas hordas metálicas no Rock in Rio, seja excursionando tocando bossa nova ao violão, ou ainda digladiando com as gravadoras e mostrando força no meio independente, Lobão merece respeito. Em sua nova incursão, "Canções dentro de uma noite escura" ele desconstrói o bairro onde mora, o Leblon, transportando-o para um cenário psicodélico, com na primeira canção, "Pra sempre essa noite", em que ele canta sobre "uma ilha flutuando no ar" sobre guitarras e uma batida drum n` bass. "Seda"´é uma de suas parcerias póstumas (termo que ele provavelmente desconsideraria), com arremates seus a uma letra de Cazuza. O clima do cd é denso, soturno e em certos momentos angustiados, como em

por Edinaldo Pacheco em 11/09/2005
O Novo-velho Lobão

Com uma incrível sonoridade "canções dentro da noite escura" surprriende pelas composições cativantes e atmosféricas. Todo o álbum apresenta um grandioso clima que faz dele um ítem importantíssimo para o ouvinta da boa música. O trabalho gráfico do álbum é bonito com sua simplicidade. Bases de guitarra que lembram em grande parte o experimentalismo do radiohead e letras que foram compostas por grandes nomes como Cazuza e Júlio Barroso fazem deste uma viagem sem volta a um mundo escuro como a noite e belo como as estrelas. Compre, grave ou roube!

por Thiago da Silva Corrêa em 13/09/2005
ligações

Eu tenho todos os discos do Lobão desde o Nostalgia da Modernidade (aliás, só não tenho o "Uma Odisseía...") e esse foi o que eu mais gostei desse período. Achei as canções mais assobiáveis, com cara de anos 80, mas sem perder o conceito anárquico que é a cara do artista hoje. Talvez isso tenha ligação com as parcerias do disco: Cazuza, Julio Barroso... ou talvez tenha ligação com o Leblon...

por Taw em 14/09/2005

Darkm dark, sombrio.... a noite de Lobão é diferente da noite da bossa nova. Soturna, ameaçadora... coragem dele de ir contra todo o romantismo da musica com letras melosas e odes a lua.

por Beto Feitosa em 04/08/2005
Por trás da casca, há rock

Não entendo mais nada: de repente, CPM 22 é rock, Detonautas é rock, qualquer marmanjo de cara fechada, camiseta preta e tocando guitarra de forma distorcida é roqueiro. Qual é a graça? Lembrei do Lobão querer falar numa revista musical sobre William S. Burroughs e ouvir do jornalista que o leitor quer saber é de rock, ignorando a influência desse escritor sobre David Bowie, U2 e outros tantos grandes nomes do rock. Tudo bem que a capa preta do "Canções Dentro da Noite Escura" prenuncia que o disco é de rock. Mas o seu conteúdo é um desafio para mentes estreitas que não conseguem aceitar o fato de Lobão juntar samba, música eletrônica, guitarras e o escambau e, ainda assim, fazer um disco que é rock, por ser contestador (nada de panfletos), rebelde (nada de choradeira contra o sistema), um esporro puro (sem palavrões no lugar das vírgulas). Lobão tem muito mais atitude do que 90% das bandas "rock" do Brasil, pois não fica no pé das gravadoras, não lambe o rabo dos donos das rádios e

por JAKOB NOSTRI em 04/08/2005
Direto na ponta do queixo...

Miserável. Fez de novo. E fez em grande estilo como niguém seria capaz de fazer. 5 anos depois de ouvi o excelente A Vida é Doce eu coloco o disco novo p/ rodar e a certeza vem como uma pancada que deveria ter sido dada há muito tempo: Lobão miserável. Que disco foda! Que porrada no estômago. Feriu meu égo em cheio. OUÇAM PELO AMOR DE SUAS PEQUENAS ALMAS! Sangrem pelos ouvidos, nariz, boca, ânus... PORRA!Canções dentro da noite escura venham me buscar e me levar pra qualquer lugar que não este. Qualquer lugar para fora da minha bolha.

por Leonardo de Oliveira em 18/08/2005
Negativas (0)

Escreva uma resenha






Você gostou do disco?



Resenha (opcional)




Ficha técnica
Artistas principais
Ano
2005
Lançamento
25/05/2005
Gênero
Rock
Código do catálogo
L&C 007/05
Código do produto
7898907657099
Selo
L & C Editora
Formato
CD Simples
Perfil do artista
Lobão
Origem
SAO PAULO, SP
Site
http://www.lobao.com.br

Agenda