A Tratore por aí:

Oi

Palavras-chave Pop-Rock.


Laura Finochiaro chega com novo trabalho. Uma síntese madura do caminho percorrido. Estão aqui o romantismo, a doçura, a preocupação com o mundo, a vontade de dançar. Novas e antigas parcerias. Tom Zé referenda a empreitada com a arretada letra de "Duelo". O velho bardo diz que só Laura seria capaz de se colocar tão docemente num discurso tão pesado. Ela carrega no arranjo, mas a voz garante a leveza. Os efeitos eletrônicos estão aqui como mais um instrumento, uma ferramenta nas mãos de quem sabe fazer música. Laura usa esse recurso há muitos anos, é uma das pioneiras no Brasil. Também nesse d



Faixas (12)

1.
Link

Editora: Direto/Direto-


2.
Duelo

Editora: Direto/Direto-


3.
Passos

Editora: Direto/Direto-


4.
Arco del triunfo

Editora: Direto/Direto-


5.
Menina linda (I should have known better)

Editora: Sony Music


6.
Oi

Editora: Direto/Direto-


7.
TV

Editora: Direto/Direto-


8.
Necessidade

Editora: Direto/Direto-


9.
Amor nojento

Editora: Direto/Direto-


10.
Oração

Editora: Direto/Direto-


11.
Zen Zin Zoazou

Editora: Direto-


12.
Com vontade de beijar

Editora: Domínio Público



Produtos relacionados
(0/0)


   

Resenhas
Positivas (2)
OI

Neste novo trabalho,Laura e faz do casamento do acustico com o eletronico o segredo do sabor de "modernidade" que permeia todo o disco.As parcerias quase improváveis como as de Tom Zé e Caio Fernando Abreu so vem acrescentar neste que é dos tres o melhor trabalho da cantora.

por Lennon Marques dos Santos em 11/09/2005
Reflexões sobre o amor

A cantora, compositora e instrumentista Laura Finocchiaro apresenta, em "Oi", um disco, ao meu ver, apenas mediano, onde mostra uma seqüência, às vezes entediante, de temas que falam basicamente do amor, sem grandes variações, a exceção da parceria de peso com Tom Zé. A produção é, sem dúvida, bem feita, os arranjos pecam um pouco pelo rebuscamento excessivo e a voz da intérprete é notadamente limitada, embora se adapte muito bem ao seu estilo de música. A eletrônica, espécie de assinatura musical de Laura, aparece com mais evidência em "Duelo" (Tom Zé) e "TV" e a releitura do clássico da Jovem Guarda "Menina Linda" merecia melhor formato. Laura arrisca ainda alguns versos em espanhol (precário, diga-se de passagem) em "Arco del Triunfo" e a faixa-título é a mais interessante do trabalho. Vale pela persistência.

por João Batista Rodrigues em 15/09/2005
Negativas (0)

Escreva uma resenha






Você gostou do disco?



Resenha (opcional)




Ficha técnica
Artistas principais
Ano
2004
Lançamento
07/06/2005
Gênero
Pop-Rock
Código do catálogo
SRO004-2
Código do produto
7898133067662
Selo
Sorte Produções
Formato
CD Simples
Perfil do artista
Agenda